Engineered For Your Success

05.05.2021

A tecnologia de separação economiza tempo, dinheiro e dores de cabeça na cervejaria

Dois anos atrás, uma cervejaria e destilaria de bourbon em Lexington, Kentucky estava desperdiçando produtos, usando um processo de filtragem ineficiente para a produção e ineficaz na produção da qualidade exigida. Então, a empresa instalou a tecnologia de separação que permitiu aumentar a produção com maior qualidade e em menos tempo.

A Alltech é famosa por envelhecer sua cerveja em barris de bourbon

A história

A uma hora de distância de 95% dos produtores de bourbon do mundo, a Alltech Lexington Brewing & Distilling Co. é uma parada exclusiva no Kentucky Bourbon Trail famoso mundialmente. A Alltech é uma das várias operações conjuntas de fabricação de cerveja e destilação do mundo.

A unidade abriga a Town Branch Distillery e uma cervejaria que produz a família de cervejas Kentucky Ale. É a cervejaria artesanal mais antiga de Lexington. O fundador e presidente da Alltech, Dr. Pearse Lyons, adquiriu a Lexington Brewing Company, de 200 anos de idade, em 1999 e renovou a tradição de fabricação de cerveja e destilação de Lexington, que começou em 1794.

No outono de 2011 foi inaugurada a Town Branch Distillery, que foi adicionada à Kentucky Bourbon Trail em 2012. Hoje, a destilaria produz o Town Branch Bourbon, Town Branch Rye, licor Bluegrass Sundown, Kentucky Ale, Kentucky Kölsch e Pearse Lyons Reserve, o primeiro uísque de malte produzido em Kentucky desde a proibição.

O sistema da centrífuga separa o líquido e o envia para um tanque de retenção antes da filtragem.

A Alltech é famosa por envelhecer sua cervejaria em barris de bourbon. "Através do processo, o que quer que esteja naquele barril torna-se parte da cerveja", explica Ken Lee, mestre cervejeiro da Alltech.

O principal negócio da Alltech é a nutrição animal, produzindo suplementos animais através da fermentação. Mas o ramo cervejeiro da empresa cresceu substancialmente na última década.

"Quando entrei para a Alltech há nove anos, eles fabricavam 3.800 barris por ano", disse Lee. "Agora, produzimos mais de 40.000 barris por ano e estamos abrindo outra cervejaria e destilaria em Pikeville, que produzirá cerveja com um sistema idêntico ao que temos aqui em Lexington."

O desafio

Dois anos atrás, a Alltech enfrentou um problema com as restrições de tempo de processamento e decidiu tentar instalar um sistema de centrífuga. A empresa descobriu que, com uma centrífuga, poderia obter mais produtividade e rendimento do que usando um filtro ou deixando a cerveja decantar nos fermentadores.

A Alltech usava um pequeno filtro que quebrava frequentemente por causa da levedura. "Estávamos perdendo cerveja", disse o fabricante de cerveja Mitchell Pace. "Portanto, decidimos experimentar a tecnologia de separação Flottweg." 

O equipamento da centrífuga ajuda com o controle da temperatura e a clareza e minimiza a pressão para fora do resfriador, pois a levedura foi removida.

O sistema da centrífuga de pilha de discos separa a levedura da cerveja, o que o ajuda a filtrar.

A solução

O sistema da centrífuga de pilha de discos separa a levedura da cerveja, o que o ajuda a filtrar. Ao colocar a cerveja em barris, é importante evitar uma segunda fermentação, disse Pace, que trabalhou na Alltech por quatro anos. O sistema da centrífuga separa o líquido e o envia para um tanque de retenção antes da filtragem.

"Este sistema da centrífuga é muito importante para a nossa operação", disse Pace. "Quase tudo o que fazemos passa por essa tecnologia de separação."

O equipamento já está instalado há dois anos e nunca apresentou nenhum problema significativo, observou Pace. "Ele ajuda com o controle de temperatura, a clareza e nossos barris que saem do resfriador não têm a mesma pressão sobre eles, porque a levedura foi removida. Usar essa tecnologia faz muito bem para os barris e o processo de envelhecimento. A máquina nos ajuda a manter nosso volume necessário. Ela economiza tempo, dinheiro e dores de cabeça. Como em qualquer equipamento novo, tivemos alguns problemas no começo, mas a Flottweg estava aqui para nos ajudar a trabalhar nisso e aprender como operá-lo efetivamente."

Pace explicou que a única manutenção necessária é uma reinicialização forçada ocasional quando a máquina estiver funcionando sem parar há algum tempo. "Este sistema é tão fácil de operar", conta Pace. "Basta pressionar o botão de partida, pressionar o botão de pausa, pressionar o botão de parada — é praticamente só isso. O processo CIP é integrado. Ao concluir uma execução, é possível pressionar o botão "clean" e, em seguida, "OK" e pronto - começa a limpeza. A descarga é automática. Isso nos permite aumentar a produção, pois nenhum tempo é desperdiçado no processo."

O uso dessa tecnologia centrífuga faz bem para os barris e o processo de envelhecimento. Ela ajuda a manter o volume necessário, economizando tempo, dinheiro e dores de cabeça.

Como funciona

Os separadores centrífugos são usados para separar sólidos de líquidos, permitindo assim uma clarificação altamente eficiente. O produto a ser clarificado passa por um tubo de entrada estacionário até o interior da bacia e é gentilmente acelerado pelo distribuidor até a velocidade máxima de rotação. A pilha de discos na bacia faz com que o fluxo do produtos seja dividido em muitas camadas finas, criando uma grande área de superfície.

Os sólidos são separados do líquido dentro da pilha de discos. A alta força centrífuga faz com que os sólidos separados se acumulem na borda da bacia. Um sistema hidráulico na base da bacia ejeta periodicamente o sólido separado em velocidade máxima de rotação. O líquido clarificado flui da pilha de discos para o rotor, que descarrega o líquido sob pressão.

Uma vedação hidro-hermética no separador permite vedar o espaço do produto, separando da atmosfera envolvente. Como resultado, a configuração evita a absorção indesejada de oxigênio e formação de espuma. A configuração hidro-hermética compreende um disco estacionário que é imerso em um líquido (por exemplo, água desgaseificada), criando assim uma exclusão dos arredores.

Os sólidos são esvaziados de um separador usando um sistema de descarga. Este sistema permite um esvaziamento automático extremamente silencioso da bacia separadora.

As tubulações são claramente marcadas para indicar onde a cerveja entra e onde sai. Um tanque de fermentação é carregado com dióxido de carbono para impedir a entrada de oxigênio. A cerveja passa pela tubulação e vai para a centrífuga. O sistema lê a turbidez e as configurações podem ser estabelecidas com base em qual produto está sendo produzido. A produção é monitorada através de dois medidores no local com retroiluminação para permitir visualizar a entrada da cerveja. A partir daí, ela entra no recipiente da centrífuga pela tubulação. Conforme a cerveja flui, ela joga os detritos contra as laterais da bacia e a cerveja separada pode ser vista no outro medidor de local. Qualquer lúpulo, detrito ou levedura é descarregado da câmara lateral.

Esta unidade abriga a Town Branch Distillery e uma cervejaria que produz a família de cervejas Kentucky Ale.

O operador pode verificar a turbidez (European Brewery Convention [EBC]) a qualquer momento para garantir que esteja dentro da especificação. Se estiver turva, o sistema pode reiniciar e enviar o líquido de volta até que a meta final seja atingida. Quando o sistema confirma a turbidez correta (EBC), ele envia o líquido de volta através do tubo de descarga e extrai uma amostra que pode ser verificada quanto à qualidade. O líquido separado segue para os tubos de saída, que fluem diretamente para os tanques. Esta é a parte do processo que prepara o produto para envio.

Desde a instalação da tecnologia de separação, a vida tem sido mais fácil para Pace e sua equipe de operadores.

Os resultados

Desde a instalação da tecnologia de separação, a vida tem sido mais fácil para Pace e sua equipe de operadores.

 "Hoje, estou produzindo 14.000 galões de cerveja", disse Pace. "Sem esta máquina, provavelmente perderíamos 5.000 galões e levaríamos 48 horas, pelo menos. Essa tecnologia de separação economiza dinheiro, tempo e dores de cabeça. A cerveja gira muito rápido a 6.700 rpm e envia a levedura para o fundo. A cerveja vai para um tanque de estabilização com menos levedura. Desde que começamos a usar esta máquina, tudo ficou muito melhor." 

Sobre o autor

Christian Pettit

Christian Pettit é o gerente de vendas para cervejas, destilados e vinho da Flottweg Separation Technology Inc. Ele é formado em engenharia mecânica e tem 14 anos de experiência em centrífugas, incluindo stents no departamento de serviço, engenharia de processo e vendas.

About the Author

Christian Pettit

Christian Pettit is the sales manager for Brewing, Distilled Spirits and Wine for Flottweg Separation Technology Inc. He holds a mechanical engineering degree and has 14 years of centrifuge experience, including stents in the service department, process engineering and sales.

icon-envelope-big

Você está interessado nas centrífugas Flottweg para a produção de cerveja? Gostaria de saber mais?

Fale ou escreva para nós!

Mais sobre nossas soluções

bier-teaser-2

Produção de cerveja

separator-teaser

Separadores Flottweg

  Ao formulário de contato   +55 19 3836 5300   Contacts worldwide